• 13 de julho de 2020

Weverton Rocha ganha a primeira de Carlos Brandão

Por mais que ainda seja muito cedo para tocar no assunto, a verdade indiscutível e dominante no meio político é a de que a corrida sucessória de 2022 já começou. O Maranhão político observa atentamente os movimentos que visam o Palácio dos Leões. Um deles é protagonizado pelo vice-governador Carlos Brandão (Republicano), que busca reunir cacife para tornar o seu pré-candidato a prefeito de São Luís, Duarte Jr. (Republicano) o escolhido do eleitorado ludovicense, o outro é liderado pelo senador Weverton Rocha (PDT), que saiu das urnas de 2018 cacifado para se lançar ao governo do Estado e já possui um grupo politico e alianças que nas eleições de 2020, vão provar o seu potencial com o pré candidato Neto Evangelista (DEM).

Enquanto não chega o prazo de inicio das disputas eleitorais, nos bastidores da pré campanha o clima já está “quente”. O senador Werverton conseguiu uma verdadeira reviravolta no cenário eleitoral da capital maranhense. Brandão já tinha certo o partido PSL na futura coligação de Duarte Jr, porém na Capital Federal o jogo virou e o PSL está agora com Neto Evangelista.

Weverton Rocha e seu grupo garantem a primeira vitoria em cima de Brandão e Duarte Jr que ficaram pequenos agora somente com o Republicanos e PTC, mas é só o começo. O que vem por aí visa mostrar que Brandão não tem o apoio da classe política, na importante São Luis. O jogo é bruto e Weverton Rocha aprendeu muito rápido eliminar do caminho os atropelos.

Vale lembrar que ainda temos em 2020 para 2022, Josimar Maranhão com sua pré-candidata Detinha (PL), Eliziane Gama (Cidadania) com Rubens Pereira Jr (PCdoB) e Roberto Rocha com Eduardo Braide (Podemos).

  • 5 de julho de 2020

Eliziane Gama é a última cartada de Flávio Dino para salvar Rubens Jr

A pedido do governador Flavio Dino, a senadora Eliziane Gama entrou em campo para tentar salvar Rubens Junior do fracasso iminente.

Eliziane e seu marido Inácio Mello entrarão de cabeça na campanha comunista a partir desta semana.
Há um ano na disputa pela sucessão de Edivaldo, Rubens não consegue superar a margem de erro das pesquisas de intenção de votos, apesar de contar com o apoio de grandes partidos e ter a disposição uma estrutura bilionária do governo Flávio Dino.
O apoio de Eliziane é a última cartada do governador comunista em favor do seu pupilo de Matões.
Antes, Dino havia providenciado o apoio de Carlos Lula, Flavia Alexandrina e Clayton Noleto – que nunca tiveram um voto sequer na vida.