• 26 de setembro de 2020

Polícia Penal poderá ser incluída na Constituição maranhense

Está prevista, para a semana que vem, na Assembleia Legislativa do Maranhão, a votação da Proposta de Emenda à Constituição 044/2019, de autoria do deputado Yglésio Moises (PROS). A PEC objetiva tornar a Polícia Penal um órgão que, além de passar a existir no Maranhão, após iniciativa do próprio executivo estadual, com um projeto de lei aprovado na quarta-feira (23), também esteja previsto na Constituição maranhense, ao lado das polícias militar e civil, e do Corpo de Bombeiros.

“Além de estabelecer a Polícia Penal no Maranhão, incluir o órgão no rol de órgãos que compõem o aparato institucional da segurança pública do Estado por meio da Constituição maranhense é, de longe, uma ótima oportunidade de assegurar aos futuros policiais penais as mesmas condições trabalhistas e benefícios que os demais têm direito”, explicou o autor da proposta.

De acordo com o texto do deputado Yglésio Moises, o reconhecimento constitucional da categoria é muito importante, uma vez que não há o menor cabimento em dar-lhes obrigações policiais sem, em contrapartida, lhes oferecer o suporte constitucional que, consequentemente, gera o reconhecimento e as garantias inerentes à atividade.

O que muda?

Em um cenário de aprovação e sanção do Governo do Estado, a PEC fará as seguintes mudanças:

Os agentes penitenciários serão elevados à categoria de policiais penais, tendo poder de atuação semelhante aos policiais militares e civis.

No Art. 113, será incluído o inciso IV, que inclui o órgão na constituição efetivamente. Além disso, a coordenação será feita pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) que, inclusive, também será a responsável pela organização do novo órgão.

Ainda sobre as mudanças, a PEC cria o Art. 116 na Constituição Maranhense, o qual destaca o papel da Polícia Penal, dizendo que ela possui a responsabilidade de promover a segurança das unidades prisionais do Estado, além de outras funções que poderão ser estabelecidas pelo executivo estadual.

A proposta, que aguardava tramitação desde o ano passado e recebeu, recentemente, parecer favorável por meio do seu relator, o deputado Antônio Pereira (DEM), deverá ser votada na próxima semana, na Assembleia Legislativa. Caso tenha, no mínimo, 14 assinaturas, será encaminhada à sanção governamental.

  • 16 de setembro de 2020

Yglésio Moyses solicita retorno do ambulatório de cardiologia do hospital do servidor

O deputado estadual Yglésio Moyses (PROS), que também é pré-candidato a prefeito de São Luís, solicitou que o serviço de ambulatório de cardiologia, que funcionava no anexo do Hospital Carlos Macieira, retorne suas atividades. O parlamentar relatou que os pacientes servidores do estado, beneficiários dos serviços de saúde do Instituto de Previdência estadual, estão sem atendimento por conta da suspensão do atendimento ambulatorial.

“O que acontece? Nós temos uma massa de servidores em que 80% desses pacientes são geralmente idosos, os usuários do hospital. Quando nós temos uma quantidade tão grande de idosos em um serviço importante, essencial como o de cardiologia, não está funcionando, é óbvio que a gente está em prejuízo a esses servidores, principalmente aos aposentados, aos mais idosos.”, disse Yglésio Moyses no plenário da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (15).

Moyses disse ainda que há uma quantidade de pessoas que estão com medo de doença e pacientes que eram acompanhados, e agora não estão sendo, acabam criando uma demanda reprimida possibilitando o agravamento da doença.

“O que a gente pede é que observando justamente a possibilidade da retomada, como foi falado há pouco nesta Casa, se estão sendo permitidas convenções partidárias, como as que aconteceram recentemente, no estado todo, na capital, a gente não tem por que dizer que as atividades não poderão voltar no ambulatório.”, argumentou ainda.
O deputado do PROS ainda fez um apelo para a Secretária de Gestão e Previdência, Flávia Alexandrina, que o serviço seja retomado.

  • 4 de setembro de 2020

Yglésio Moyses foi decisivo na permanência dos profissionais de saúde no Socorrinho do Cohatrac

O deputado estadual e pré-candidato à Prefeitura de São Luís, Yglésio Moyses (Pros) destacou no Parlamento Estadual o posicionamento da Secretaria Municipal de Saúde em relação aos funcionários municipais do Socorrinho do Cohatrac.

Por conta da Policlínica Cohatrac, havia dúvida sobre remoção de servidores, perda salarial de adicionais e urgências, além da perda do vínculo da comunidade com os profissionais de saúde do Socorrinho.

Depois do pronunciamento do deputado Yglésio Moyses, a Secretaria Estadual de Saúde esteve reunida com a Secretaria Municipal de Saúde e o Sindicato dos Funcionários Municipais.

“Houve uma reunião, onde ficou definido que o “Socorrinho do Cohatrac” vai continuar a atender à população, que é um desejo da comunidade, com um termo de cooperação entre Estado e Prefeitura, afinal, esses profissionais da saúde já ganham tão pouco, que não merecem ter perdas salarias,e isso ficou pactuado com a nossa contribuição, disse Yglesio.

  • 2 de setembro de 2020

Dr. Yglesio marca convenção do PROS em São Luis

Está marcada a Convenção do PROS para as eleições municipais de São Luís. Marcada para o dia 11 de setembro, a Convenção vai confirmar a candidatura do deputado Dr. Yglésio (PROS) para disputar a concorrida vaga para comandar o Palácio La Ravardière.

Recentemente, o pré-candidato Dr. Yglésio confirmou como seu vice o também médico Dr. Mauro César (PROS), membro atuante da Igreja Católica e presidente da Associação Médica Brasileira.

Na noite desta terça-feira (01), em contato com a comunidade, os pré-candidatos Yglésio e Mauro fizeram a primeira agenda juntos. Mauro César acompanhou Yglésio no Papi Comunidade, realizado na Vila Embratel. Papi é o Programa de Apoio à Primeira Infância que transfere de R$ 100 a R$ 200 para famílias com crianças de 0 a 6 anos. O Programa foi apresentado na Assembleia Legislativa, enviado ao prefeito Edivaldo Holanda Jr, e também faz parte do Plano de Governo da pré-candidatura do PROS.

A convenção acontece no Green Hotel (São Francisco), no dia 11 de setembro, a partir das 19h.

  • 20 de agosto de 2020

São Luís – Dr. Yglesio apresenta Programa de Apoio a Primeira Infância – PAPI

O programa, que tem como autor o Yglésio, deputado estadual e pré-candidato a prefeito de São Luís, também prevê atenção à saúde e educação às crianças e às mães.

O lançamento do programa ocorreu no último dia 15, sábado, por meio de um evento e, além do Yglésio, contou com a presença de profissionais das áreas social e jurídica, bem como a presença de mães de várias comunidades da capital, como forma de diversificar o debate.

Diferente do que está sendo feito atualmente, o evento seguiu todos os protocolos sanitários procurando proteger os convidados e, ao decorrer dele, o Dr. Yglésio deu mais detalhes sobre o programa. “Serão contempladas até duas crianças, de 0 a 6 anos, por família, que tenham frequência escolar de no mínimo 85%, além de ter acompanhamento nutricional junto à rede de saúde”, explicou.

A renda da família também é um requisito. Aquelas famílias que têm renda mensal de até R$ 522,50, isto é, meio salário mínimo, terão acesso ao PAPI. As famílias com renda mensal de até dois salários mínimos (R$ 2.090,00), também terão direito ao programa.

O pré-candidato a prefeito de São Luís também explicou que o auxílio financeiro é individual e só terão direito a ele aquelas famílias beneficiárias do Bolsa Família e do Auxílio Emergencial, deixando claro que o benefício não substituirá os já existentes. Além disso, “beneficiários de outros programas, como o previdenciário, não terão direito ao apoio”, explicou.

Dentro de alguns dias, o Yglésio dará início ao “PAPI Comunidades”, uma forma de conversar diretamente com os potenciais beneficiários do programa e aperfeiçoa-lo de acordo com as necessidades das pessoas.

 “Agora temos que ouvir as pessoas que mais importam nessa discussão, que são os possíveis beneficiários. Levaremos este projeto a diversas comunidades de São Luís nas próximas semanas, para seguir ouvindo e aprimorando o projeto com moradores de todas as regiões da cidade!”, enfatizou. O primeiro “Papi Comunidades” deve acontecer neste fim de semana.

Um anteprojeto de lei já foi protocolado na Assembleia Legislativa do Maranhão para ser enviado à Prefeitura de São Luís.

  • 20 de agosto de 2020

MDB indicará candidato a vice em São Luís

Roberto Costa tem reforçado na imprensa de São Luís que o apoio do seu partido MDB, está condicionado a participação na chapa majoritária, ou seja, existe a necessidade da indicação do candidato a vice-prefeito.

Na visão de Roberto Costa o MDB tem muito a oferecer: tempo de propaganda partidária, fundo partidário, militância e o nome de peso da ex-governadora Roseana Sarney que muito fez pela capital maranhense ao longo de suas gestões.

O nome do pré-candidato a vereador André Costa poderá ser um dos indicados para compor uma chapa com: Dr Yglesio Moyses (PROS) ou Neto Evangelista (DEM).

Adriano Sarney (PV), Carlos Madeira (SD) e Eduardo Braide (Podemos), são nomes que dificilmente podem compor com MDB.

Na situação de Adriano Sarney, desde o início ficou claro que não é o nome desejado dentro da própria família para concorrer as eleições, já o ex-juiz Carlos Madeira tem a questão estadual que envolve a eleição de Bacabal que dificulta e muito a aliança em São Luís entre o MDB e o Solidariedade. No caso de Eduardo Braide é difícil o candidato aceitar uma vice vindo do grupo Sarney.

  • 14 de agosto de 2020

Vídeo: Dr. Yglesio de volta ao Socorrão 1

Dr. Yglesio (Prós) que é deputado estadual e pré-candidato a prefeito de São Luís, retornou ao Socorrão 1 ao lado da Secretária de Saúde de São Luís, Natália Mandarino, pra conversar com os profissionais de saúde e identificar as necessidades mais urgentes de um dos principais hospitais de urgência e emergência de São Luís.

Após a avaliação em alguns setores, juntos acordaram de reformas, nós locais como o de acolhimento, de repouso e do núcleo de regulação  para proporcionar aos servidores um ambiente de trabalho digno e, consequentemente, dar um atendimento mais humanizado aos pacientes.

“O Socorrão 1 é como uma casa pra mim. Toda a minha trajetória por lá demonstra a minha preocupação em tornar o Hospital Djalma Marques em um hospital que vá além da rotina de urgência, da emergência… um ambiente onde as pessoas possam chegar, ser atendidas e se sentirem acolhidas.” Disse Dr. Yglesio.

O deputado Yglesio foi estagiário do curso de medicina no hospital Socorrão 1, é servidor municipal licenciado e foi Diretor Geral.

  • 12 de agosto de 2020

Covid-19: Yglésio questiona atitudes de escolas que não seguem normas estabelecidas pelo Governo

O deputado estadual Dr. Yglésio (PROS), em pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (11), questionou a atitude de muitas escolas que fizeram o retorno às aulas sem seguir os critérios estabelecidos pelo Governo do Estado.

Segundo o parlamentar, o governador Flávio Dino determinou em um decreto a continuidade da suspensão das aulas na rede pública, mas deu aval às instituições particulares de ensino para retornar às atividades presenciais, com a prerrogativa de que isso deveria acontecer em conformidade com os pais dos alunos.

“Algumas escolas não chegaram a cumprir o decreto do governo, que dizia que o retorno às aulas precisaria ser combinado com os pais, mas como a pressa de cobrar a mensalidade integral dos alunos é grande e, em muitos casos, os descontos retrativos sequer foram dados pelas escolas, isso foi feito à revelia dos pais”, disso o deputado.

Um caso recente em duas escolas particulares da capital chamou a atenção para o fato de que o retorno às aulas presenciais não está sendo feito de forma segura, o que levou o parlamentar a fazer mais questionamentos sobre essa situação em relação aos alunos.

“Essas escolas, por exemplo, fizeram um calendário de reinício de atividades e, agora, tiveram que novamente suspender as aulas presenciais. Até quando a gente vai ficar nesse estica e encolhe, reinicia e interrompe? Como vai ficar a cabeça dos nossos jovens nesse reinício incerto?”, questionou o deputado. “É preciso que cheguemos a uma solução”, concluiu Yglésio.

Para o parlamentar, o que precisa ser feito é exatamente o que foi solicitado pelo Ministério Público Estadual à Secretaria Estadual de Saúde: a criação de uma norma única para que as escolas sigam um caminho só, observando padrões sanitários para evitar o contágio da Covid-19.

“Eu acredito que seguindo normas sanitárias, respeitando questões como o distanciamento social, utilizando máscaras e uma série de outras medidas, os alunos poderão estudar em um ambiente seguro, sabendo que poderão sair de casa sem a preocupação da contaminação por coronavírus”, disse.

  • 9 de agosto de 2020

SMTT atende indicação de Yglésio e fecha trecho da Litorânea para atividades esportivas

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes anunciou neste sábado (8) que um trecho da Avenida Litorânea, no bairro Calhau, será interditadopara uso exclusivo das pessoas para práticas esportivas, como o ciclismo, corrida, caminhada e demais esportes que possam ser praticados naquele espaço aos domingos e feriados.

É importante destacar que, no ano passado, o deputado estadual e pré-candidato à prefeitura de São Luís, Yglésio (PROS), enviou uma indicação ao órgão em questão, no dia 24 de setembro de 2019,fazendo exatamente uma solicitação desse tipo de intervenção no trânsito da Avenida Litorânea, com o objetivo de implantar a política pública “Litorânea Aberta”, para que as pessoas pudessem utilizar o espaço para praticar atividades físicas e cuidar da saúde.

“A gente conhece a realidade da nossa cidade em termos de escassez de lugares para a prática de exercícios físicos. Por isso, enviamos há quase um ano uma indicação que sugeria a interdição da Avenida Litorânea aos domingos pra que as pessoas pudessem ter um dia livre para praticar o esporte que depende de uma estrutura como aquela”, disse o deputado.

De acordo com o deputado, fazer esse tipo de intervenção no trânsito é uma forma de cuidar das pessoas. Além disso, segundo o pré-candidato à prefeitura da capital, dar dignidade às pessoas é e sempre será a sua principal prioridade à frente de um cargo público.

“Esse tipo de atitude por parte da secretaria de trânsito e Transporte reflete exatamente o nosso compromisso com a cidade de São Luís, que é o depriorizar o bem-estar da população e levar a dignidade a todos”, disse. “Incentivar as pessoas àpratica do esporte é tão essencial quanto fomentar o acesso à saúde e à água potável, por exemplo. Por isso, é de grande importância pra nós poder saber que o nosso trabalho está sendo reconhecido e surtindo efeito na vida das pessoas!”, exclamou o parlamentar.

De acordo com a SMTT, a avenida poderá ser utilizada para este fim a partir de amanhã (9) e o trecho a ser destinado para a prática de exercícios físicos vai da Praça do Pescador até o Monte da Oração. Do outro lado da avenida, segue no sentido Ponta do farol e vai até o Calhau.

  • 7 de agosto de 2020

Yglésio pede urgência na tramitação de PL que cria o Estatuto da Pessoa com Câncer

O deputado estadual Dr. Yglésio (PROS) apresentou, recentemente, na Assembleia Legislativa, requerimentos solicitando a tramitação, em regime de urgência, do projeto de lei que institui o Estatuto da Pessoa com Câncer.

O texto do projeto, de autoria do parlamentar, é de suma importância para a sociedade no âmbito da saúde. Trata-se da principal bandeira levantada pelo deputado no Parlamento Estadual.

“O Estatuto da Pessoa com Câncer proporcionará aos pacientes direitos essenciais, para que tenham a sua dignidade assegurada pelo poder público. Por isso, estabelecer uma diretriz como essa fortalece a luta das pessoas que lutam contra o câncer, essa doença terrível que cessa a vida de milhares todos os anos”, disse o deputado.

O Estatuto da Pessoa com Câncer foi apresentado no dia 10 de fevereiro e, desde então, aguarda tramitação na Casa do Povo. “Assim como muitas outras que também têm grande importância para o maranhense e precisa ter sua tramitação agilizada no legislativo”, disse Yglésio.

De acordo com informações do Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL), Yglésio já apresentou 949 proposições em um ano e meio de mandato, sendo 673 indicações, como a Vara Especializada em Saúde Pública, além dos 94 projetos de lei, muitos aprovados.